segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Novo começo..



Todos os anos faço promessas e metas para seguir, porém este ano a minha principal meta é trabalhar meu psicológico. Não quero ganhar peso e nem ser a mais famosa, mas algo que eu preciso profundamente é cuidar de mim, minha mente.
 As vezes me afundo em mares escuros cujo qual não sei nem como fui parar ali, si me joguei ou fui jogada. Quero saber o que se passa dentro de mim e o motivo dessas confusões que acontece em mim, esses sentimentos que transbordam e quase me afogam, e o motivo que eu tenha medo de me entregar. Este ano quero começar uma nova versão minha, pensei em corta o cabelo usar roupas menos menininha e sair mais. Vamos lá, eu não tenho coragem de cortar e eu adoro coisas românticas, e por que diabos eu não gosto de festa? Nada contra mas minha mente começa girar, é algo estranho sobre mim.
 As vezes tudo que eu quero é apenas voar, voar para o céu e sentar lá no alto, e ficar olhando as pessoas no seus dias agitados. Acompanhar casais e crianças, o sorriso delas são incríveis! Ou poder me sentar ao lado de pessoas que já foram, ter o poder de me amenizar num lugar, ficar pequena quase invisível. É algo que eu preciso.
 Quero um novo começo para a minha história, talvez uma nova página para escrever, mas já está toda rabiscada.

Anny.

11 comentários:

  1. Que honra, primeira a comentar no blog. Renovou, hein? Ta a sua cara! Sim, as vezes é de fato necessário recomeçar. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou em uma relação de amor com ele, haha <3 Fico muito contente por ter você aqui, Ju <3

      Excluir
  2. Anny, entendo muito essa sensação. Estou com um pouco desse peso também e eu sei a melhor resposta como solução: VIAJAR! Mas como a grana está curta e as férias já estão chegando no meio, viajo, por enquanto, em filmes, séries, livros e nas histórias dos leitores e outras incríveis como as suas. Então, a minha dica é: vire turista por todas as artes que gosta e pela própria cidade, tente fazer algo diferente, ir nos pontos turísticos, detalhes que não costuma no cotidiano. Esse tipo de leitura nos ajuda a descobrir mais de nós e a começar essa etapa de repaginação! Do vai do exterior para o interior.

    SEMQUASES.COM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bru <3 Exatamente, tento me distrair e me conhecer pelos textos e pelos livros! Obrigada pelo comentário e dicas! <3 <3

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  3. Talvez você só tenha que aceitar a si mesma. Há algo dentro de você que sabe quem você quer ser mas você ainda não quis aceitar. Oras, você pode querer cortar o cabelo porque achou bonito em outra pessoa mas não significa que o seu EU tenha cabelo curto. E se caso seu Eu diga: eu quero cabelo curto, eu quero. E você continua com medo de cortar, te dou uma dica: cabelo cresce novamente. Assim como tudo na vida, você pode experimentar e por mais ruim que seja a experiencia, uma hora ela passa e você sobrevive. Não tenha medo de tentar achar seu EU e acabar com as confusões mas o melhor passo é ser sincera consigo mesmo e sair do seu armario. Não há nada de errado em não gostar de festas assim como não tem nada de errado em gostar de festas, gostos são gostos e individuos são individuos.
    Uma frase do Nietzche pra você: "queremos tornar-nos aquilo que somos"
    Estou seguindo já o seu blog, pedi la no BGS blogs novos para conhecer, não sei se lembra.

    http://www.atravesdalinha.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu comentário me animou bastante, obrigada! Me lembro siiiiim <3 Obrigada pelas dicas! Super beijo.

      Excluir
  4. Esse texto simplesmente me descreveu. É difícil mudar, desapegar.
    Estou seguindo já o seu blog, pedi la no BGS blogs novos para conhecer, não sei se lembra.

    http://passandodos15blog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi, eu sou a doida lá do BGS, que achou você uma pessoa linda (e fofa) lá no face e pediu para conhecer seu blog. E esse pequeno texto que você fez já disse tanto sobre você... E apenas confirmei que você é de fato uma pessoa linda, sensível e amável. Vi que você tem 14 anos, sabe que super me identifiquei com você quando tinha essa idade. O que posso te dizer é o seguinte: se achar que deve mudar, mude! Cabelo cresce, use uma roupa diferente um dia para ver como é. Mas sempre guarde a sua essência e posso afirmar que por mais que a gente cresça e envelheça o que a gente é de verdade vai estar sempre conosco. Beijos, continue sendo essa pessoa adorável que você é. Beijo.
    E se quiser me conhecer também : http://feitobailarina.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muuuuuito obrigada, fico muito contente que consigo transmitir isso, o que eu creio que é verdade! Jura? É sempre bom saber que nesses mares de confusão que é a adolescência tem alguém que se identifique. Super beijos. <3

      Excluir

Pra eu mesma

Oi 2014, sou eu. Sim, meu cabelo esta curto, sei que você sempre quis cortar. Queria que a Ana de 2014 soubesse de algumas coisas, por...